1. Home
  2. »
  3. Carro
  4. »
  5. Dicas

Como é feito o cálculo para a valorização de carros?

Um fato importante que muitas vezes não é considerado na hora de adquirir um veículo é a questão da valorização de carros. Assim que o automóvel sai da concessionária, já há uma depreciação do valor da maioria dos modelos.

cálculo de valorização de carros

E é exatamente por isso que essa variação de preço precisa ser considerada na hora de comprar, vender ou até mesmo trocar o carro. Com o passar dos anos, o veículo tende a ser cada vez mais desvalorizado. No entanto, da mesma forma que há aqueles que depreciam mais, há alguns modelos que depreciam menos. 

De um jeito ou de outro, é necessário entender como calcular a taxa de valorização de carros para estar atento a todas as mudanças e escolhas que você quer tomar pela frente. Neste texto, veja mais sobre isso e entenda as diferenças entre o Seguro Auto para carros novos, seminovos e usados. Acompanhe!

Como fazer o cálculo para a valorização de carros?

O processo de valorização de carros está relacionado aos efeitos de depreciação do bem, que ocorre quando há redução real no preço do veículo em sua vida útil. Esta, por sua vez, começa a ser contabilizada a partir do momento em que o carro é comprado e é retirado da loja. 

A desvalorização é marcada pelo desgaste natural, que vai influenciar no valor do automóvel. É por isso que você deve pensar nesse processo no momento da compra do veículo, considerando também que há alguns modelos que sofrem mais desvalorização que outros.

Mas, afinal, como calcular a taxa de valorização de carros?

O percentual de desvalorização que um carro pode obter fica por volta de 10% do seu valor por ano, mas pode chegar facilmente a 20%, a depender de cada veículo.

Para calcular a valorização de carros, é preciso considerar dois fenômenos importantes: a lei da oferta e da procura (a demanda), e a vida útil. 

A demanda é aquilo que vai influenciar na redução do preço, tendo em vista que automóveis que são mais aceitos no mercado, e são fáceis de negociar, depreciam menos. Já a vida útil é um fator importante por ser uma variável usada para o cálculo, já que se divide o valor inicial do carro pela sua vida útil.

Por exemplo, imagine que a vida útil do seu veículo seja de 5 anos e que o veículo zero quilômetro valha R$50.000,00. Agora, basta dividir o valor inicial do carro por 60 meses (equivalente a 5 anos) e encontraremos a taxa de desvalorização mensal:

R$ 50.000,00 ÷ 60 = R$ 833,33

Se multiplicar o valor mensal por 12, ou seja, um ano, você tem a taxa anual. Nesse caso, seu carro desvaloriza por volta de R$10.000,00 anualmente.

Como valorizar o carro na hora de vender? 

Vender um veículo não é tarefa simples, muito menos quando o que você quer é não perder dinheiro na negociação. Normalmente, quem quer adquirir sempre aponta questões da desvalorização para baixar o preço. 

Então, após entender como calcular a valorização de carros, caso queira comprar outro com a venda do atual, veja dicas necessárias para esse momento: 

Desencane de concessionárias 

Embora possa parecer um ótimo negócio, visto que você vai aumentar muito a praticidade da venda, boa parte desse tipo de negociação gera mais prejuízo do que benefício. 

Isso está relacionado ao fato das lojas geralmente indicarem reparos necessários para poder vendê-lo posteriormente pelo preço da tabela FIPE. Nesse caso, eles querem pagar menos do que o valor tabelado pelo seu veículo, ou seja, passam a desvalorizá-lo com base nesse critério.

Portanto, prefira outras opções, como: 

  • Revendedoras: onde você expõe seu carro numa espécie de vitrine e, quando ele for vendido, você paga uma comissão à empresa;
  • Sites de classificados: você indica a venda e marca um encontro para o comprador avaliar o veículo ou participa das feiras de automóveis, evento que une carros à venda e compradores à procura deles.

Dê atenção à originalidade do carro

Manter as peças originais é um meio muito eficaz de investir na valorização dos carros, afinal, adaptações e customizações não são bem vistas quando o que você quer é tornar o seu veículo mais comercial. Quando precisar trocar as peças, sempre opte pelas originais. 

Além disso, guarde o manual do carro e a chave reserva. No manual, é possível encontrar os carimbos das revisões obrigatórias e informações importantes sobre o modelo. Já a chave é um modo de mostrar cuidado com o veículo e pode ser um diferencial decisivo na hora da venda.

A limpeza também é importante

Além de influenciar no seu bem-estar e daqueles que andarem com você, a limpeza é imprescindível para apresentar um veículo ao comprador. A falta de cuidados com o carro afasta os interessados e a higienização é a forma mais simples de evidenciar a boa aparência dele.

E atenção ao interior! Muitos donos de automóveis mantêm o lado exterior brilhando, mas esquecem que por dentro também é preciso limpar. Isso diz respeito também aos itens do carro, como estofados manchados, tapetes desgastados e cintos de segurança empoeirados.

O histórico do veículo importa

Apresentar um histórico conciso na hora de vender o veículo, visando a valorização de carros, pode ser um ponto-chave na decisão final do comprador. A descrição e comprovação das manutenções e trocas de peças demonstra que você foi uma pessoa zelosa com o veículo, o que sem dúvida vai causar boa impressão.

Além disso, é importante manter os documentos em dia para facilitar o processo de venda. Com as multas e IPVA pagos, torna-se mais prático o procedimento de transferência de bem e também pode ser possível trabalhar com financiamento.

5 Carros que mais valorizaram em 2020 

Ainda não sabe qual modelo escolher? Selecionamos alguns modelos para você verificar a taxa de valorização de carros no Brasil. Para isso, consideramos seus valores no começo do ano de 2020 e no final, entre janeiro – março e novembro – dezembro, com preços até R$ 205 mil. 

A lista ficou assim:

CARRO TAXA DE VALORIZAÇÃO VALOR ANTERIOR VALOR ATUAL
Toyota Prius Hybrid 1.8 AT 10,56% R$ 125.524 R$ 138.784
Toyota RAV4 10,71% R$ 173.300 R$ 191.854
Peugeot 3008 Allure 12,02% R$ 146.392 R$ 163.985
Lexus UX 250h Dynamic 17,48% R$ 173.450 R$ 203.722
Mercedes-Benz A 200 18,88% R$ 139.900 R$ 166.320

5 Carros que mais desvalorizam em 2020 

Além de estar atento aos sinais de valorização de carros, é preciso conhecer os modelos que desvalorizam mais que os outros. Da mesma forma que na tabela anterior, consideramos os valores dos veículos do começo do ano de 2020 e do final. Veja os modelos que mais perderam valor de mercado:

CARRO TAXA DE DESVALORIZAÇÃO VALOR ANTERIOR VALOR ATUAL
Renault Duster GoPro 16,65% R$ 87.405 R$ 72.854
Ford EcoSport Storm 4×4 16,03% R$ 101.619 R$ 85.329
Ford EcoSport 14,58% R$ 82.432 R$ 70.412
Jeep Renegade Longitude 13,93% R$ 103.690 R$ 89.251
Citroën C4 Cactus Feel 13,53% R$ 83.948 R$ 72.561

Veja como funciona o seguro para carros novos

Até aqui, falamos sobre a valorização de carros para você que quer trocar o veículo. No entanto, se a sua ideia é vender o que você tem e comprar um novo, precisa entender os benefícios de contratar um Seguro Auto. Afinal, não há nada que valorize mais um automóvel do que coberturas para diversas ocasiões de risco.

O seguro para carros novos funciona do mesmo modo que para outro tipo de veículo. Porém, é preciso considerar que o valor da contratação vai variar de acordo com o preço do automóvel no mercado e também é influenciado por questões em relação ao valor do conserto, recolocação de carro, etc.

Por esse motivo, o custo do seguro pode ser mais elevado se o veículo tiver um preço alto no comércio, principalmente em casos de lançamento. No entanto, vale saber que carros novos apresentam menos riscos de dar defeito, diferente de veículos usados, por exemplo. Isso reduz o valor da cobertura.

Outra questão que pode contribuir para a redução de custos do seguro é o fato do automóvel que é novo ser menos visado para roubo e furto. Afinal, são novidade no mercado e, por terem menores quantidades desse tipo circulando, chamam menos atenção também. Ou seja, pelo menos a um curto prazo, os riscos são menores.

Além disso, carros novos oferecem maior facilidade de encontrar peças para reposição, o que é muito considerado no momento de contratar a proteção.

Principais diferenças entre seguro para carro novo, seminovo e usado 

Se você quer saber sobre o cálculo de valorização de carros para vender o seu e comprar um que seja seminovo ou usado, saiba as diferenças de Seguro Auto para esses tipos:

  • embora possa parecer o oposto, os carros mais novos conseguem seguros mais em conta;
  • no entanto, isso vai depender do preço do veículo, já que automóveis novos passaram a ter um valor muito alto no mercado, o que influencia diretamente no preço do seguro, 
  • quanto mais desvalorizado no mercado, maior pode ser o custo da contratação em relação ao valor do carro;
  • carros novos conferem facilidade para reposição de peças, diferente dos mais usados e que podem até ter saído de linha, o que pode oferecer dificuldade para achar os itens e buscar um profissional que lide com os modelos em questão;
  • veículos novos e seminovos podem apresentar menor índice de furto e roubo, o que transmite mais segurança aos donos e reduz o custo do seguro;
  • as coberturas disponíveis tanto para automóveis novos, seminovos e usados são as mesmas;
  • pode não ser possível contratar um Seguro Auto tradicional para carros com mais de 10 ou 15 anos.

Por fim, esperamos ter ajudado você a entender como calcular a valorização de carros. Lembrando que contratar um seguro é uma forma de zelar pelo seu veículo, o que também o valoriza diante do mercado. 

Inclusive, se você decidir que vai mesmo trocar o automóvel, seja o próximo modelo novo, seminovo ou usado, saiba que pode contar com a Minuto para ajudar você a mantê-lo protegido em diversas ocasiões. 

Você já conhece os benefícios do Seguro Auto da Minuto? Faça uma cotação grátis e encontre a melhor cobertura para o seu carro!

COTE SEGURO AUTO GRÁTIS

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *